A PICadvanced é o mais recente investimento do Fundo 200M, numa ronda de financiamento Série A de 4 milhões de euros, em parceria com a Verizon Ventures, braço de capital de risco da Verizon Communications Inc. para investimentos em inovação e tecnologia.

Fundada em 2014 e sediada em Ílhavo, a PICadvanced é especialista em soluções inovadoras em óptica, utilizando fotónica integrada, desde a conceção, packaging e integração em produtos de eletrotecnologia, telecomunicações e biomedicina. Em 2019, e pelo segundo ano consecutivo, integrou a lista das 25 maiores Scaleups portuguesas.

Para António Teixeira, co-fundador da empresa, este investimento “vem viabilizar a nova fase de crescimento da PICadvanced, onde novos e mais avançados produtos de Telecomunicacoes vão ser lançados”. Relativamente ao envolvimento do 200M na operação, António Teixeira destaca que o “Fundo é o aliado perfeito neste tipo de ronda pois complementa o investidor não institucional dando-lhe confiança e diluindo o seu risco”, o que permitiu à empresa “procurar o parceiro estratégico que mais se adapta às suas necessidades”.

A missão do 200M é capacitar as empresas tecnológicas portuguesas para a atração de investidores internacionais de referência como é o caso da Verizon Ventures.

Para Marco Fernandes, CEO da PME Investimentos, “a PICadvanced, com toda a sua equipa, são um excelente exemplo do talento que existe em Portugal na transferência da tecnologia das universidades para o mercado global num setor tão competitivo como o das Telecomunicações. Ter a Verizon Ventures como coinvestidor do 200M é também muito importante para o ecossistema Português num momento repleto de desafios para as empresas”.

Este é mais um dos investimentos aprovados pelo Comité de Investimento do 200M que se junta a um portefolio que inclui empresas de desenvolvimento de medicamentos, tecnologia médica, digital/e-commerce, Insurtech, Turismo e Cleantech somando cerca de 82 milhões de euros em investimento global, de um total previsto de investimento que poderá chegar aos 120 milhões de euros a curto prazo, atendendo ao deal flow em carteira e já em fase de análise aprofundada, reforçando a missão do 200M de promover o potencial empreendedor e inovador de Portugal, alavancando investimentos privados internacionais nas melhores startups portuguesas.

Partilhar: