Linha de Crédito para Apoio ao Setor Empresarial e à Recuperação de Empresas afetadas por Incêndios, disponível desde 24 de outubro de 2016, tem uma dotação global de 10 milhões de euros e surge com a finalidade de apoiar as empresas que tenham sofrido danos causados pelos incêndios que afetaram várias regiões do país no verão de 2016, nomeadamente a Região Autónoma da Madeira.

Operações elegíveis

Financiamento de investimentos em obras e substituição de equipamentos resultantes dos estragos provocados pelos incêndios, bem como investimentos em capital fixo associados a projetos de deslocalização de carácter imperativo, quando as empresas se encontram implantadas em zonas consideradas de elevado risco, situações a comprovar através de declaração a emitir pela respectiva Câmara Municipal ou por outra autoridade que esta venha a indicar;

Financiamento de fundo de maneio com o limite de 30% do valor do investimento em capital fixo

Reestruturação financeira e/ou consolidação de crédito vivo;

Operações destinadas a liquidar ou substituir de forma direta ou indireta, ainda que em condições diversas, financiamentos anteriormente acordados com o Banco;

Aquisição de viaturas e bens em estado de uso.

As operações de crédito a celebrar no âmbito da presente Linha beneficiam de uma garantia autónoma à primeira solicitação prestada pelas SGM, destinada a garantir até 75% do capital em dívida em cada momento do tempo.

Bonificação integral da comissão de garantia mútua, correspondente a 1,5% sobre o capital em dívida em cada momento do tempo.

Bonificação da taxa de juro em 75% do spread contratado para a operação, que tem como limite máximo 3,25%
Taxa de Juro a Suportar pelas Empresas

A negociar entre a empresa e o Banco, com o limite máximo correspondente à taxa Euribor (12 meses) acrescida de 25% do spread contratado para a operação, que tem como limite máximo 3,25%.

Para mais informações consulte o Documento de Divulgação.

Partilhar: